Portal Brasil  
   
A Unidade
Histórico
Finalidades
Instalações
Organograma
Equipe
Localização
Dados Cadastrais
Licitações
Produtos
Algodão
Amendoim
Gergelim
Mamona
Pinhão Manso
Sisal
Serviços
Produção Científica
Livraria Virtual
Links
Área Restrita

Buscar
Gestão Ambiental na Embrapa Algodão

Em Campina Grande, na Embrapa Algodão, está sendo implantado, como modelo, o Sistema de Gerenciamento Ambiental cuja implantação/melhoria do processo de diminuição do impacto ambiental é  meta qualitativa determinada pela diretoria executiva da Embrapa no sistema de avaliação de unidades (SAU).

Como ferramenta, está sendo utilizado o Processo de Diagnóstico Rápido Participativo, que consta do levantamento das demandas e sugestões para melhoria ambiental e da gestão da Empresa através da participação de todos os funcionários/empregados. Tal Diagnóstico tem por finalidade a sensibilização, por meio da consolidação de programa educativo e pela mudança de hábitos, com vistas à conservação ambiental e ao consumo consciente,  reduzindo assim o desperdício de recursos como papel, plástico, água e energia. Vale ressaltar que a coleta seletiva pretende ser extendida à comunidade local.

Não se limitando somente à reciclagem, este trabalho foca o consumo consciente como instrumento de cidadania para a melhoria da qualidade de vida e conservação ambiental.

Foram construídas cisternas para armazenamento de água das chuvas, cuja captação é realizada pelos telhados dos edifícios que compõem parte da infra-estrutura física da Unidade. A capacidade das cisternas construídas é da ordem de mais de meio milhão de litros de água, o que origina economia de três mil reais por mês, no mínimo, pela diminuição dos custos decorrentes de pagamento à Companhia de Água e Esgoto do Estado da Paraíba.

Como ação complementar, tem-se realizado a eliminação do passivo ambiental da Embrapa Algodão. A total ausência de materiais tóxicos e potencialmente poluidores é preliminar à entrada de funcionamento do Laboratório de Reciclagem de Resíduos de Laboratórios. Este laboratório é o local de gerenciamento dos resíduos não tratados e da estocagem, em galpão apropriado para armazenamento, até a disposição final. Os materiais tóxicos são reagentes e produtos oriundos de manejo dos laboratórios de química e biotecnologia.

Produtos Radioativos já foram destinados ao CNEN e os frascos de Pesticidas estão sendo quantificados para posterior envio a aterro sanitário ou destruição térmica.

Fase crítica é o estabelecimento das normas e processos para métodos empregados na Unidade. Quando do inter-relacionamento de todas estas variáveis, destinação de resíduos, utilização racional de energia, normatização dos processos existentes nos laboratórios etc, se dá a Certificação Ambiental da Empresa. Comumente se utiliza a norma NBR ISO 14000 como base para implantação de gerenciamento ambiental e é o coroamento da soma de todas estas ações.

É este o objetivo final de todas estas iniciativas: o bem estar comum, melhoria da qualidade de vida por ações conscientes e uso adequado de recursos.

 
Transparência Pública
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Portal Brasil